Gengivite: conheça as causas e tratamentos

Gengivite: conheça as causas e tratamentos

Há momentos em que você sente incômodos na boca, mas não sabe o que é? Pode se tratar de gengivite, uma doença muito comum de ser acometida, embora ela não seja levada com toda a seriedade que deveria ter, já que a falta de tratamento pode resultar em complicações mais sérias no futuro.

Antes de tudo, é sempre bom falar da importância de uma boa higienização dentária, desde quando pequenos, para criar o hábito de escovar os dentes o quanto antes. O recomendado é realizar a escovação ao menos três vezes ao dia, principalmente após as refeições. 

Caso haja algum problema, consulte um dentista 24h.

Além disso, há muitos momentos em que as pessoas sentem algo ruim no dente, mas por ser passageiro acabam achando que não é nada mais grave, o que não deveria acontecer. 

Por isso, as pessoas devem ter consciência sobre a gravidade de não realizar um tratamento. É relevante conhecer a doença, além da importância da clínica odontologica.

O que é gengivite e como é causada?

Falando mais especificamente sobre essa doença que afeta a cavidade bucal, a gengivite é uma inflamação que prejudica a parte do tecido gengival, como o próprio nome sugere, e sua causa se deve ao acúmulo contínuo de bactérias, das quais passam a liberar toxinas que causam danos a esse tecido.

Esse acúmulo de bactérias é causado por diversos fatores, mas o principal deles é justamente a falta de higienização bucal, que deve ser realizada em casa.

Por mais que a higiene seja o fator primordial para o surgimento dessa complicação, outros fatores, como o tabagismo, por exemplo, podem ser uma das causas.

Dessa maneira, a primeira coisa que deve ser feita, quando você perceber qualquer tipo de incômodo, é uma visita a um profissional odontológico, sendo preferível que você realize uma consulta a um dentista que trata gengiva, já que será ele quem te dará as melhores instruções acerca dos cuidados.

Outra coisa também que pode causar a gengivite, são alterações hormonais, como o aumento de progesterona, por exemplo, que pode fazer com que as gengivas fiquem inchadas e mais sensíveis, acarretando em sangramentos, além de diversos outros sintomas, como:

  • Dor ao mastigar;
  • Mau hálito;
  • Sangramento ao escovar os dentes;
  • Gosto ruim na boca.

Uma coisa que vale lembrar, é que a gengivite tem três estágios, onde cada um deles tem uma característica diferente, mas devem ser tratados em um dentista especializado em gengiva.

Gengivite

O primeiro estágio, também chamado apenas de gengivite, é quando a gengiva começa a ficar inflamada pelo acúmulo de placa bacteriana, causada pela falta de higienização bucal. 

Nessa fase, o dano pode ser facilmente revertido, então deve ir ao dentista o quanto antes.

Periodontite

Nesse segundo estágio, os ossos e as fibras que sustentam e mantêm os dentes em posição, começam a sofrer danos que podem ser irreparáveis.

O que se pode fazer, é aumentar a higienização bucal para que não ocorra problemas maiores.

Caso ocorra, visite um dentista de emergência.

Periodontite avançada

O estágio em que não deve se deixar chegar, já que a fibra e os ossos são totalmente destruídos, causando o desalinhamento dos dentes, ou debilitando sua mobilidade.

Caso chegue nesse nível, você corre o risco de perder seus dentes.

Como realizar o tratamento

Dessa maneira, ficou fácil de perceber que essa doença não é brincadeira e deve ser levada bem a sério, ainda mais quando estiver em estágio inicial, já que pode ser revertida e problemas maiores acabam sendo evitados. 

O tratamento deve recorrer mediante a gravidade do problema, onde, no primeiro estágio, apenas a limpeza dentária realizada pelo profissional já pode ser o suficiente para evitar que a doença se desenvolva, já que irá eliminar com toda a placa bacteriana que ficou acoplada em seus dentes.

Em casos mais graves, os tratamentos podem ficar mais sérios, ainda mais se houver a periodontite, já que pode ser necessário a utilização de implantes dentários para repor a dentição perdida.

O que se pode dizer, em suma, é que a principal coisa a se fazer para evitar que esse problema aconteça, é ter uma higiene bucal constante e saudável.

Além disso, realizar consultas recorrentes ao dentista é de suma importância, para que ele mantenha sua saúde bucal sempre em dia.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações e conteúdos sobre os cuidados com a saúde física e mental.

Saúde