Saúde

Os remédios eficazes contra a obesidade vendidos no Brasil

obesidade
123views

A obesidade representa um dos maiores problemas de saúde pública no Brasil e no mundo. Segundo dados do Ministério da Saúde, quase 60% da população brasileira apresenta excesso de peso e cerca de 20% é considerada obesa.

Em meio a esta problemática, a busca por soluções eficazes tem motivado o desenvolvimento de medicamentos antiobesidade.

Remédios eficazes contra a obesidade

Estes medicamentos não substituem um estilo de vida saudável, que inclui alimentação balanceada e atividade física regular, mas oferecem um apoio extra no combate à obesidade. A seguir, serão abordados cinco medicamentos vendidos no Brasil que têm mostrado eficácia neste sentido.

Orlistate

O Orlistate é um dos medicamentos mais conhecidos para o tratamento da obesidade. Ele atua diretamente no sistema digestivo, impedindo a absorção de cerca de um terço das gorduras consumidas na alimentação.

Dessa forma, contribui para a redução do acúmulo de gordura no organismo. Estudos clínicos mostram que, quando associado a uma dieta hipocalórica e exercícios físicos, o Orlistate promove perda de peso significativa.

Sibutramina

A Sibutramina é um medicamento que age no cérebro, diminuindo a sensação de fome e aumentando a saciedade. Seu uso deve ser acompanhado de uma dieta equilibrada e exercícios físicos regulares para potencializar os resultados.

A Sibutramina não é indicada para todos os pacientes, uma vez que pode causar efeitos colaterais cardiovasculares, como aumento da pressão arterial e da frequência cardíaca.

Liraglutida

A Liraglutida é um medicamento injetável que originalmente foi desenvolvido para o tratamento de diabetes tipo 2, mas que mostrou efeitos promissores no tratamento da obesidade.

Ela age regulando o apetite e retardando o esvaziamento gástrico, o que contribui para a sensação de saciedade. Os estudos apontam que a Liraglutida é eficaz na perda de peso e na manutenção do peso perdido a longo prazo.

Desobesi-M

O Desobesi-M é um medicamento que combina o efeito termogênico, que aumenta a queima de calorias, com o efeito anorexígeno, que diminui o apetite.

É um auxiliar potente no tratamento da obesidade, mas deve ser usado sob rigorosa orientação médica devido a seus efeitos colaterais, que incluem insônia, boca seca e alterações de humor.

Dolantina

A Dolantina é uma medicação que tem como principal função o alívio de dores intensas. Pesquisas recentes têm mostrado que a Dolantina pode ter um efeito auxiliar na perda de peso.

Esse fármaco atua no sistema nervoso central, interferindo na sensação de prazer associada à alimentação, o que pode contribuir para a diminuição do consumo de alimentos. O uso da Dolantina para esse fim ainda é objeto de estudo e deve ser feito com cautela.

Os medicamentos apresentados são ferramentas valiosas no combate à obesidade, porém, é fundamental ressaltar que o uso de qualquer medicamento para a perda de peso deve ser feito sob supervisão médica.

O profissional da saúde poderá avaliar os benefícios e riscos de cada medicamento, considerando o perfil individual do paciente, e recomendar a abordagem mais adequada para cada caso.

A luta contra a obesidade é complexa e exige uma abordagem integrada, envolvendo não apenas medicação, mas também mudanças de estilo de vida.