Finanças

Como Investir seu Dinheiro em 2023?

Como investir seu dinheiro em 2023!
240views

Para aqueles que já pensaram sobre seu futuro financeiro, investir certamente foi uma possibilidade considerada. Embora muitos possam sentir que é algo distante, a verdade é que existem diferentes formas de investir seu dinheiro, desde opções acessíveis até as mais sofisticadas, e você pode começar a fazer isso ainda em 2023!

Para alcançar uma vida confortável para si e sua família, contudo, é importante conhecer sobre o assunto. Assim, será possível escolher o tipo de investimento que melhor se adequa às suas necessidades e, então, dar os primeiros passos.

Porém, se você não se sente seguro sobre como começar, não se preocupe. Este guia oferece uma explicação direta e descomplicada de como investir seu dinheiro em 2023. Confira:

Tenho pouco dinheiro: é possível investir mesmo assim?

Acredite se quiser, é possível investir mesmo com pouco dinheiro! Embora muitas pessoas acreditem que investir é uma atividade reservada apenas para aqueles que possuem uma grande quantidade de recursos financeiros, ou seja, muito dinheiro, a verdade é que existem várias opções disponíveis para quem tem uma quantia menor para investir.

Uma das principais alternativas para quem quer investir com pouco dinheiro é a aplicação em renda fixa. Em resumo, essa modalidade de investimento consiste em “emprestar” dinheiro para uma instituição financeira, que o utiliza para “emprestar” a outras pessoas. Em troca, o investidor recebe juros sobre o valor investido. Entre as opções de renda fixa disponíveis no mercado, estão as tradicionais cadernetas de poupança, CDBs (Certificados de Depósito Bancário), títulos públicos e fundos de investimento em renda fixa.

Além disso, existem outras opções de investimento, como por exemplo as ações. Nesse sentido, é possível comprar ações de empresas com valores baixos e, de pouco a pouco, ir aumentando a carteira de investimentos. É importante lembrar, no entanto, que investir em ações é uma atividade mais arriscada e exige um maior conhecimento sobre o mercado financeiro.

Por fim, uma outra alternativa para quem quer investir com pouco dinheiro são os fundos de investimento. Eles permitem que várias pessoas juntem seus recursos para investir em diferentes tipos de ativos, como ações, títulos públicos, entre outros. Dessa forma, é possível investir seu dinheiro em uma carteira diversificada mesmo com valores menores.

Estou endividado: vale a pena investir?

Para aqueles que estão começando a organizar a vida financeira e possuem dívidas não quitadas, a decisão de investir ou pagar as dívidas pode gerar dúvidas. Porém, antes de qualquer coisa, é importante analisar a remuneração oferecida pelo investimento em relação aos juros cobrados pela dívida. Na maioria dos casos, as linhas de crédito mais acessíveis, como cheque especial e crédito pessoal, possuem taxas elevadas e a prioridade deve ser quitar essas dívidas o mais rápido possível.

Normalmente, as aplicações financeiras mais comuns oferecidas para iniciantes não apresentam uma remuneração superior aos juros cobrados nesse tipo de linha de crédito. Por isso, nesse caso, é mais sensato direcionar qualquer dinheiro que sobrar para quitar a dívida. Após isso, com o saldo devedor zerado, será possível investir com mais segurança.

No entanto, existe uma exceção quando a remuneração oferecida pelo investimento é superior aos juros cobrados na linha de crédito, como um financiamento imobiliário com custo muito baixo em comparação com uma aplicação que rende bem. Nesse caso, é possível que a diferença seja positiva em favor do investimento. Porém, é importante lembrar que essa situação vale especialmente para investimentos mais conservadores, como os de renda fixa, uma vez que a renda variável pode estar sujeita a oscilações bruscas e incertezas, o que pode incorrer em perdas financeiras e, por isso, não é recomendado para quem tem dívidas para pagar.

Tipos de investimentos

No mercado financeiro, há uma grande variedade de ativos disponíveis para investimento, cada um com suas próprias características para atender aos diferentes objetivos dos investidores. A maioria desses ativos são classificados em duas categorias: renda fixa e renda variável.

Em síntese, os investimentos de renda fixa são aqueles em que o investidor já conhece a rentabilidade no momento da aplicação. Esses ativos são geralmente mais conservadores e oferecem uma rentabilidade previsível e constante ao longo do tempo, como por exemplo, títulos públicos, CDBs e debêntures.

Por outro lado, os investimentos de renda variável são mais voláteis e incertos em relação à rentabilidade, que pode variar de acordo com a valorização do ativo, o mercado financeiro e outros fatores. A saber, entre os investimentos de renda variável, temos as ações, fundos imobiliários, fundos de investimento em ações, entre outros.

É importante mencionar que cada categoria de investimento possui riscos e benefícios específicos, sendo importante que o investidor faça uma análise criteriosa para escolher os ativos que mais se adequem ao seu perfil e objetivos de investimento.

Dicas para investir seu dinheiro em 2023

Se o papo até aqui despertou sua vontade de começar a investir, saiba que é preciso seguir alguns passos para começar. Abaixo listamos os principais, confira:

1. Defina seus objetivos

O primeiro passo importante – e fundamental – é definir seus objetivos. Sendo assim, antes mesmo de começar a investir, estabeleça suas metas financeiras de curto, médio e longo prazo. Isso o ajudará a escolher os investimentos mais adequados para alcançar suas metas.

2. Diversifique seus investimentos

A segunda dica é, basicamente, uma analogia: não coloque todos os seus ovos em uma cesta só. Em outras palavras, diversifique seus investimentos em diferentes classes de ativos, setores e geografias para reduzir os riscos de perdas.

3. Aprenda mais sobre finanças pessoais

Dedique um pouco mais do seu tempo para aprender sobre finanças pessoais, o mercado financeiro e os diferentes tipos de investimentos disponíveis. Isso, de fato, o ajudará a tomar decisões mais informadas e a gerenciar melhor seu dinheiro.

4. Considere investir em fundos de investimento

De modo geral, os fundos de investimento podem ser uma boa opção para investidores iniciantes ou para aqueles que não têm tempo ou conhecimento para gerenciar seus próprios investimentos. Eles oferecem diversificação, gestão profissional e acesso a uma ampla gama de ativos.

5. Acompanhe seus investimentos regularmente

Monitore regularmente seus investimentos para garantir que estejam alinhados com seus objetivos financeiros e ajuste-os, se necessário. O acompanhamento o ajudará a maximizar seus retornos e minimizar os riscos. Se espera a contemplação de um consórcio, por exemplo, fique atento, pode ser que você seja o próximo.

6. Controle suas emoções

Aqui a dica é: não deixe suas emoções influenciarem suas decisões. As flutuações do mercado podem fazer com que seus investimentos pareçam mais arriscados do que realmente são. Por esta razão, evite tomar decisões emocionais e mantenha-se focado em seus objetivos financeiros a longo prazo.

7. Tenha paciência

Por fim, tenha paciência. Os investimentos de sucesso exigem paciência e disciplina ao longo do tempo. Sendo assim, deixe de lado a tentação de fazer investimentos de curto prazo ou de mudar constantemente de investimentos. Lembre-se de que o tempo é seu aliado quando se trata deste tipo de negócio.