Um pequeno guia para gerenciar sua imagem nas redes sociais

Um pequeno guia para gerenciar sua imagem nas redes sociais

Desde relacionamentos com amigos, até manter contato com colegas de trabalho e discussões com pessoas afins, a mídia social mudou completamente a forma como nos comunicamos e tornou o mundo mais próximo de nós.

O poder das redes sociais

A importância das redes sociais está crescendo. Eles inspiram revoluções políticas, conectam colegas de escola e são um lugar onde pessoas de todo o mundo conversam entre si.

 

Hoje, a atividade social – mais do que reuniões presenciais – é uma oportunidade para causar uma boa primeira impressão no empregador. Use esse potencial se você está pensando em mudar o rumo da sua carreira, procurando um novo emprego ou apenas quer se apresentar online de uma forma mais profissional. 

 

Sua imagem online pode realmente decidir se você vai conseguir a posição que deseja ou se será demitido com uma multa. Como você é ativo no Facebook, certamente também existem pessoas que podem contratá-lo.

 

Não é um mito que empregadores e recrutadores vejam não apenas seus currículos, mas também a Internet. Claro que o Linkedin é o mais popular, mas nos EUA 55% das empresas usam o Facebook em processos de recrutamento, enquanto o Twitter, indicado por 47% das empresas, é um pouco menos popular. No Brasil, uma boa parte dos recrutadores usam redes sociais em seu trabalho. Em nosso país, a rede principal que os recrutadores usam é o LinkedIn. 

 

As comunidades são um dos canais de recrutamento mais importantes atualmente. É por isso que vale a pena dar uma olhada na sua reputação online e até mesmo construí-la do zero.

 

Não se esqueça de ver também: como aumentar o engajamento 

 

Quem vê meus perfis de mídia social?

O trabalho do recrutador é conhecer o candidato da melhor forma possível. Isso geralmente acontece durante ligações telefônicas e reuniões presenciais. Mas seus perfis online também podem dar ao recrutador uma imagem de quem você é. Você pode reclamar que as pessoas julgam um livro pela capa, mas… vivemos em tempos assim.

 

O que o recrutador encontra sobre você na Internet pode efetivamente desencorajá-lo, mas por outro lado – isso o ajudará a descobrir que tipo de pessoa você é e se você se encaixa bem na cultura da empresa em que deseja trabalhar. 

 

Por exemplo, você pode não ser convidado para uma entrevista em um escritório de advocacia de prestígio se criticar veementemente as ações de empresas que são clientes dela em sua conta do Twitter.

 

Felizmente, isso também funciona ao contrário – seu possível empregador pode querer conhecê-lo pessoalmente se, depois de ler seus tweets, ele decidir que você se dá bem com a equipe.

 

Portanto, pense bem antes de enviar seu próximo post para a internet. Resumindo, só publique online o que você poderia sem vergonha pendurar na porta de sua casa. Além disso, certifique-se de que suas postagens e fotos do Facebook que são mais pessoais sejam marcadas como privadas. 

 

Essa abordagem à privacidade permitirá que você marque pontos aos olhos dos recrutadores, pois mostra que você sabe o que pode ser gravado para o mundo e o que é melhor guardado para a família e amigos próximos.

 

Os recrutadores visitam sites de redes sociais?

A resposta é simples: sim, claro! Por quê? Porque eles querem ver seu rosto real – mais do que apenas fatos simples em seu currículo. Graças ao Facebook, o recrutador descobrirá o que você faz depois do trabalho, quem você está observando e observando, como você se expressa e quais são suas opiniões. Dessa forma, ele pode julgar se você realmente se encaixa com a empresa e seus valores.

 

É por isso que vale a pena organizar sua imagem de rede. O fato de você apoiar abertamente alguma visão controversa ou opção política pode levar um recrutador a excluí-lo da pré-seleção. Revise cuidadosamente seus perfis a esse respeito e determine se tudo o que pode ser encontrado lá é adequado para apresentação pública.

O que você pode fazer para ser falado nas redes sociais?

Se você está ausente das mídias sociais e não se importa com sua reputação online, pode estar perdendo muitas oportunidades que nem conhece. Se você está procurando um emprego ou já está empregado, faz sentido construir sua posição nas comunidades. 

 

Apenas lhe dá mais opções. Dessa forma, você pode se tornar uma voz importante em seu setor. Ao compartilhar artigos e informações e discutir com influenciadores, você começará a construir sua reputação como uma pessoa que vale a pena ouvir. 

 

Ao construir sua imagem, você dará credibilidade às suas competências também entre os amigos – principalmente aqueles com quem você contata apenas pelo Facebook. Dessa forma, você pode contar com a recomendação deles ao empregador.

 

Ao postar em quadros de mensagens ou escrevendo resenhas de livros do setor em famosas livrarias eletrônicas, você também pode ganhar pontos no jogo de reputação online. 

 

Da próxima vez que você comprar um livro que você gosta (ou o contrário), poste uma resenha no site da livraria ou editora. Todas essas atividades contribuirão para construir sua imagem online e fazer com que você seja notado pelas pessoas certas.

 

Ao observar CEOs, gerentes, especialistas e líderes de negócios, você poderá acompanhar as últimas tendências do seu setor. Quanto melhor você usar o potencial da mídia social, mais você se beneficiará dela!

Marketing