5 regras para roupas masculinas: como se manter na moda

5 regras para roupas masculinas: como se manter na moda

Cada um de nós deseja ter a melhor aparência. No entanto, às vezes precisamos de algumas dicas para saber como ficar com estilo e na moda. Conheça as próximas cinco regras universais de roupas masculinas.

 

Existem regras suficientes na vida. No entanto, alguns provam ser muito úteis. Esta categoria certamente inclui os princípios do bom vestir. Claro, todo homem, extraindo conhecimento de sua própria experiência, pode chegar a certas conclusões por conta própria.

 

E, sem dúvida, o que funciona para uma pessoa não funcionará necessariamente para outra. Um achará um determinado visual muito comum e o outro muito vanguardista. Quando se trata de vestir, sempre há diferentes fatores a serem considerados. Mas você nunca deve recusar bons conselhos.

 

Quanto mais o vestuário masculino se torna mais rico, mais diversificado, mais experimental e atento às tendências. Em momentos de dúvida, cada dica pode nos ajudar a evitar os faux pas da moda.

 

Uma grande vantagem na moda masculina é o fato de que as regras geralmente estão enraizadas na história – são conhecidas há gerações, então pode-se presumir que também funcionam bem hoje. E geralmente são tão óbvios que muitas vezes são esquecidos.

 

Pode-se presumir que você já descobriu alguns desses princípios há muito tempo. Mas vale a pena reunir alguns deles em um só lugar, porque além de terem resistido ao passar do tempo, são, acima de tudo, um guia confiável sobre como se vestir bem. As cinco primeiras regras universais do vestuário masculino podem ser a seguir, apresentamos mais:

Regra 1: Vista roupas íntimas simples

Estilo não é apenas o que todos veem em você. Existem duas regras a seguir quando se trata de roupas íntimas masculinas. As estampas modernas não são para os homens adultos – sua roupa íntima não é um lugar para expressar sua “personalidade”.

 

Em segundo lugar, as roupas íntimas de grife não são sofisticadas. A roupa íntima é aquela peça em que você realmente não precisa de marca. O estilo que melhor resistiu ao teste do tempo é, obviamente, a cueca samba-canção de algodão. A razão é que resistem bem a lavagens múltiplas, respiram bem e são confortáveis.

Regra 2: Gaste seu dinheiro em bons sapatos

Atemporalidade tem tudo a ver com design simples. Em nenhum lugar é melhor ver do que com sapatos. Cor, estampa, sola – você não quer comprar nada que esteja sobrecarregado com detalhes desnecessários. Porque? Qualquer coisa que possa estar de alguma forma agora só terá uma boa aparência por um tempo.

 

Além disso, é certo que começará a ficar estranho muito rapidamente. Os sapatos masculinos de alta qualidade – o padrão ouro são os modelos costurados pelo método Goodyear Welt – é um tipo de investimento que deve servir por 15 anos ou mais.

 

Escolha estilos clássicos como brogues, mocassins ou derbys simples e escuros, incluindo os oxfords. A forma da parte superior do calçado é importante – a forma redonda nunca sai de moda. As pontas pontiagudas ou quadradas, é claro, parecem pouco práticas. Ninguém tem pés com este formato.

Regra 3: Mantenha os acessórios no mínimo

Acessórios como gravatas e lenços de bolso adicionam individualidade às roupas clássicas, mas tenha cuidado ao usá-los. É melhor harmonizá-los com o que você veste, escolhendo uma ou duas cores. Você não quer combiná-los.

 

Quando se trata de combinações de camisa e gravata, use uma gravata ou um lenço de bolso que seja um tom mais escuro do que o blazer. Além disso, não exagere nos acessórios – na dúvida, pense que menos é mais e descarte um item. Você tende a ser indiferente, então não deve parecer estar fazendo isso de maneira ostensiva.

Regra 4: Conheça a si mesmo

Existem algumas coisas menos elegantes do que um homem vestido da maneira que ele acha que deve se vestir, em vez de usar o que realmente combina com sua personalidade

 

Existem, é claro, algumas ressalvas: não há explicação lógica para se vestir como um caubói, a menos que você esteja jogando western ou tenha um rancho. Mas seja o que for que você esteja vestindo, você deve dar a impressão de que está decorando a roupa, não a sua. Os verdadeiros ícones de estilo são pessoas cujas roupas parecem ser sua segunda pele, não uma roupa separada.

Regra 5: Combine as roupas com a situação

Estilo não é apenas uma questão de se expressar – é também sobre escolher sua roupa de acordo com o ambiente. Pense nas roupas como códigos: você precisa da combinação certa para trabalhar no ambiente em que está – seja um jantar formal ou um domingo preguiçoso no pub.

 

O pior estilo é aquele que está fora do lugar. E não se trata de algum conformismo exagerado. Como disse Tom Ford – é um sinal de respeito pelos outros.

Moda