Vacinação: qual é a importância da vacina da gripe para as crianças?

Vacinação: qual é a importância da vacina da gripe para as crianças?

Nos últimos dois anos, a grande expectativa das pessoas estava relacionada com a vacina contra a Covid-19. Com o avanço desta vacinação, inclusive entre as crianças, é necessário voltar a priorizar uma outra doença que afeta o grupo infantil: a gripe (Influenza).

Desde 4 de abril iniciou-se a campanha de vacinação contra a gripe com a primeira fase do grupo prioritário (idosos e trabalhadores da área de saúde). Porém, é importante que as famílias fiquem atentas com a vacina da gripe para as crianças. A segunda etapa será realizada entre 2 de maio e 3 de junho, atendendo a crianças com idade entre 6 meses e menores de 5 anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias), assim como outros grupos prioritários.

O PortalPed pontua que, embora a vacina contra Influenza (gripe) seja muito procurada pelo público adulto, ela é essencial para as crianças a partir dos seis meses de vida.

O público infantil, além de ser considerado vulnerável para a ação do vírus Influenza com possibilidade de evolução para casos graves, tem também importante papel na transmissibilidade da doença.

A Vacina da gripe é um risco para as crianças?

Alguns estudos apontam que até 80% das mortes pediátricas associadas à influenza ocorreram em crianças a partir de seis meses de idade não vacinadas. Por outro lado, uma boa notícia: nota-se que a vacinação reduz em cerca de 75% o risco de influenza grave em crianças que requerem internação.

Crianças menores de cinco anos – principalmente bebês menores de dois anos de idade – bem como crianças que apresentam doenças crônicas pulmonares, cardiovasculares ou renais, imunossupressão, desordens neurológicas desordens ou de neurodesenvolvimento integram o grupo de população pediátrica com risco aumentado de complicações por influenza.

Vacina da gripe para as crianças: qual a diferença da vacina da rede pública para a clínica de vacinação particular?

A FioCruz explica que as vacinas da gripe disponibilizadas gratuitamente pelo SUS são trivalentes, ou seja, imunizam contra três tipos de vírus diferentes. Assim, a trivalente contém uma cepa A/H1N1, uma cepa A/H3N2 e uma cepa B linhagem Victoria.

Já a vacina quadrivalente, disponível apenas nos serviços privados de vacinação, possui uma cepa da Influenza A H1N1, uma cepa da Influenza A H3N2 e duas cepas de Influenza B (AH1N1 + AH3N2 B B).

Independentemente da trivalente ou da quadrivalente, é fundamental que as crianças tomem a vacina da gripe antes do inverno, pois é o maior período de incidência das doenças respiratórias, e assim, há tempo de desenvolver anticorpos.

Gripe e resfriado são a mesma doença?

Uma outra dúvida muito comum da população em geral, inclusive das famílias com crianças que irão tomar a vacina da gripe, é se gripe e resfriado são a mesma doença.

Não. A gripe é causada pelo vírus da influenza e geralmente é caracterizada por:

  • febre alta;
  • seguida de dor muscular;
  • dor de garganta;
  • dor de cabeça;
  • coriza;

No caso da gripe, a febre é o sintoma mais importante e dura em torno de três a sete dias. Os sintomas respiratórios como a tosse tornam-se mais evidentes com a progressão da doença e mantêm-se em geral de três a quatorze dias.

Já o resfriado também é uma doença respiratória causada por vírus e, muitas vezes, é confundida com a gripe. No caso dos resfriados, os vírus mais comuns são os rinovírus, os vírus parainfluenza e o vírus sincicial respiratório (VSR), metapneumovirus, dentre outros.

Os sintomas do resfriado, apesar de parecidos com os sintomas da gripe, são mais brandos e duram menos tempo, entre três e dez dias. Os sintomas incluem:

  • tosse;
  • congestão nasal;
  • coriza;
  • dor no corpo;
  • dor de garganta leve.

No caso do resfriado, a ocorrência de febre é menos comum e, quando presente, é em temperaturas mais baixas. A chance de complicação é bem menor do que em casos de gripe.

Desta forma, fica claro que a vacina da gripe para as crianças é fundamental. Para quem optar pela vacina da gripe quadrivalente (a mais completa) e importante procurar uma clinica de vacinação que seja referência na própria cidade.

Saúde